20
Julho
2015
|
13:13
Europe/Amsterdam

Arquitetura holandesa caribenha

Estabelecida em meados dos anos 1600, o conjunto de estruturas em Willemstad lembram o charme dos pitorescos designs de Amsterdã, com requintadas construções coloniais neerlandesas do século 17 e 18 que não se encontram em lugar algum, com exceção dos Países Baixos.

Com o tempo, ao passo que os estilos tradicionais de Willemstad eram modificados para se adaptar à brisa e ao clima seco da ilha, toques caribenhos foram adicionados como varandas, alpendres, arabescos e persianas. O padrão de cores também foi atualizado, com a introdução de tons fortes e brilhantes, incomuns na pátria-mãe.

Influências neerlandesas adicionais incluem:

  • Padrão de vias – O distrito de Otrobanda, em Willemstad, é repleto de becos estreitos e ruas principais mais largas, lembrando as cidades províncias neerlandesas do século 17.
  • Praças - Por séculos, as praças têm desempenhado muitas funções. Mais notadamente, são locais de alimentação, comércio, festivais e cerimônias. Hoje, várias praças estão em uso como mercados a céu aberto em Otrobanda.
  • Telhados com frontão - Telhados íngremes de lajotas terminados em um frontão são marcas da clássica arquitetura urbana holandesa. Esses elementos estão belamente situados nas mansões do século 18 restauradas em Sharloo e Pietermaai, bem como nos prédios ao longo do Porto Schottegat.